Departamento de Artes (ART/CCE)
  • Conteúdo programático e cronograma do Processo Seletivo Simplificado para contratação de Professor por tempo determinado da Área/Subárea de conhecimento: Teatro / Interpretação Teatral

    Publicado em 18/02/2019 às 19:05

    Documento em anexo:

    PORT03ART19


  • Comissão avaliadora do Processo Seletivo Simplificado para contratação de Professor por tempo determinado da Área/Subárea de conhecimento: Teatro / Interpretação Teatral

    Publicado em 13/02/2019 às 13:21

    O Chefe em exercício do Departamento de Artes, no uso de suas atribuições, e conforme dispõe a PORTARIA NORMATIVA Nº 154/2019/GR, DE 09 DE JANEIRO DE 2019, nomeia a comissão avaliadora que dirigirá o Processo Seletivo Simplificado para contratação de Professor por tempo determinado da Área/Subárea de conhecimento: Teatro / Interpretação Teatral, referente ao EDITAL N° 04/2019/DDP, de 25 de janeiro de 2019.

    Janaína Trasel Martins (presidenta)

    Débora Zamarioli

    Luiz Fernando Pereira

     

    Rafael Luiz Marques Ary (suplente)

     

    Atenciosamente,

    Prof. Dr. Josias Ricardo Hack

    Chefe do Departamento de Artes

    Portaria 2232/2018/GR

    PORT02ART19


  • Homologação das inscrições referentes ao EDITAL Nº 04/2019/DDP, de 25 de janeiro de 2019 – Teatro / Interpretação Teatral

    Publicado em 04/02/2019 às 13:59

    Florianópolis, 04 de fevereiro de 2019.
    Portaria n. 01/ART/CCE/2019.

    O Chefe em exercício do Departamento de Artes, no uso de suas atribuições, e conforme dispõe a PORTARIA NORMATIVA Nº 154/2019/GR, DE 09 DE JANEIRO DE 2019, faz saber:

    Art. 1º: Tornablico, por ordem de inscrição, a relação das inscrições homologadas para o Processo Seletivo Simplificado para contratação de Professor por tempo determinado da Área/Subárea de conhecimento: Teatro / Interpretação Teatral, referente ao EDITAL Nº 04/2019/DDP, de 25 de janeiro de 2019.

    Art. 2º: As Portarias definindo a comissão avaliadora, o cronograma das atividades, bem como os pontos a serem sorteados para a prova didática serão publicadas até o dia 01 de Março de 2019.

    ANEXO 1:

    Inscrições homologadas

    Inscrição

    Nome

    01

    Mariana Rotili da Silveira

    02

    Adriana Maria dos Santos

    03

    Heloisa Marina da Silva

    04

    Lara Tatiane de Matos

    05

    Adriana Patrícia dos Santos

    06

    Marcelo Silva Mendes

    07

    Monica Siedler

    08

    Paula Bitencourt de Farias

    09

    Fabiana Lazzari de Oliveira

    10

    Márcio Silveira dos Santos

    11

    Rosimeire da Silva

    12

    Jussara Janning Xavier

    13

    Mariana da Silveira Schmitz

    14

    Jônata Gonçalves da Silva

    15

    Marcia Gonzaga de Jesus Freire

    Portaria homologando inscrições


  • PODERES DO SOM: I CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE PESQUISA EM SONORIDADES (5, 6 e 7 de junho de 2019)

    Publicado em 01/02/2019 às 14:51

    Chamada de trabalhos (segunda circular)

    UFSC, Florianópolis/SC

    www.sonoridades.net

    Um homem com um alto-falante é mais imperialista que outro

    que não o possui, porque pode dominar o espaço acústico.

    (Schafer, 1997, p. 115)

     

    A I Conferência Internacional de Pesquisa em Sonoridades – Poderes do Som é uma iniciativa do Grupo de Estudos em Imagens Sonoridades e Tecnologias (GEIST), formado por pesquisadores das instituições UFSC, UFES, IFRS, UFRGS, UNISINOS e UFF. A proposta é a de promover e atualizar as discussões acerca do som em diferentes países e de seus cruzamentos com uma diversidade de áreas do conhecimento – Tecnologias, Audiovisual, Música, Antropologia, História, Filosofia, Comunicação, Economia, etc – em perspectiva multidisciplinar, ampliando o alcance do campo de Estudos do Som no Brasil, em diálogo com instituições e pesquisadores estrangeiros.

    A possibilidade de sons que não cessam ou de sons que são ouvidos sem que possamos (ou precisemos) identificar sua origem, transforma o ato de ouvir e produzir sons em uma relação de poder. A sociedade contemporânea não apenas preenche o ambiente sistematicamente com uma quantidade incalculável de novos e potentes sons, mas, ao mesmo tempo, insere estes em cadeias de produção de sentido. Em um momento de acirramento ideológico, em que Estado e sociedade têm protagonizado disputas muitas vezes violentas, o som também se mostra instrumento eficiente para controle e para infligir danos em pessoas ou objetos. Sons trabalham com identidades: individuais ou de grupos; sons configuram relações de poder: entre indivíduos ou entre instituições; sons desvelam estruturas históricas de produção; sons são componentes essenciais da indústria de entretenimento; sons causam dor e morte.

    Mais do que um objeto de pesquisa, o som deve ser pensado como instrumento e método de investigação, como um mediador entre diferentes modelos de escuta e relações de poder, econômicas, culturais, estéticas etc., que se constituem a partir dos fenômenos elencados. É tendo essa abrangência em vista que a Conferência Poderes do Som procura dar ênfase às materialidades sonoras, quer aquelas que mobilizam práticas de escuta e de soar, quer os dispositivos e artefatos, tecnológicos ou não, que modulam e potencializam aquilo que se pode realizar com os sons. Para esta primeira edição do evento – a realizar-se no formato de Conferência na UFSC, entre os dias 5 e 7 de junho de 2019 – convidamos investigadores brasileiros e de outras partes do mundo para três dias de discussão, organizados em grupos de trabalhos com eixos temáticos específicos, mesas redondas com especialistas e palestrantes internacionais convidados e exibição de trabalhos sonoros de relevância para os temas discutidos.

    As apresentações serão organizadas segundo os seguintes eixos temáticos:

         a) Arqueologia das mídias sonoras

         b) Som, afeto e significância

         c) Tecnologias sonoras e práticas socioculturais

         d) Som e cultura

         e) Arte sonora

    Pesquisadores, professores e estudantes de graduação e pós-graduação podem participar como ouvintes ou apresentando trabalho. Neste caso, os resumos devem ter: até 300 palavras; de 3 a 5 palavras-chaves; nome, titulação e afiliação dos autores; indicação de eixo temático (ver acima). Os textos serão aceitos nos idiomas: Português, Espanhol e Inglês e serão recebidos até o dia 8/2/2019. Estes devem ser enviados para o email cipspoderesdosom@gmail.com, constando no cabeçalho a sugestão de eixo para o qual está sendo submetido. Informações detalhadas para inscrição e submissão de trabalhos encontram-se no site do evento.


  • Processo seletivo para contratação de professor substituto de Artes Cênicas

    Publicado em 28/01/2019 às 16:51

    As inscrições serão de 28/01/2019 a 01/02/2019 – das 08:00 às 13:00 horas. Na secretaria do Departamento de Artes, sala 512 Bloco “D” do CCE.

    Maiores informações por meio do Edital:
    Edital 04.2019 e Ata Sorteio


  • Publicado em 11/12/2018 às 13:10


  • Perspectivas para uma carreira nas Artes Cênicas apresenta a oficina: COMO FAÇO PARA ENCAMINHAR UM PROJETO ARTÍSTICO?

    Publicado em 13/11/2018 às 18:29
    O projeto de extensão: Perspectivas para uma carreira nas Artes Cênicas apresenta a oficina: COMO FAÇO PARA ENCAMINHAR UM PROJETO ARTÍSTICO?, ministrada por Andréa Müller.
    19 a 21 de novembro de 2018, das 14 h às 17h30.
    15 vagas (aberto ao público em geral).
    É preciso levar um notebook para a oficina.
    Inscrições gratuitas pelo e-mail: rafaelmarquesary@gmail.com ou pelo WhatsApp 48 99695-6275
    CRONOGRAMA
    Apresentação
    Existem muitas dúvidas e muito trabalho a fazer na hora de produzir um material artístico e encaminhá-lo às instituições e aos editais de cultura.
    Esta oficina pretende, por meio de uma vivência prática, instruir os participantes na preparação e apresentação de suas propostas artísticas, orientando-os a elaborar releases, a organizar as documentações para contratação, a construir uma planilha de custos justa e a vivenciar uma prática de apresentação de venda.
    Estrutura
    A oficina será dividida em três módulos práticos.
    Primeiro módulo:
    O trabalho do outro lado. O que faz o meu interlocutor / contratante?
    As relações profissionais bem-sucedidas são aquelas em que todos os envolvidos dominam os processos para a realização do trabalho.
    Neste módulo serão apresentadas as expectativas do contratante. Quais as suas necessidades e qual o seu “time” para a seleção e contratação de uma atividade artística.
    Exercício prático
    Criação de release. Como elaborar esse documento?
    Um release pode ser criado de diversas maneiras e com diversos formatos. Mas algumas informações são essenciais para o interlocutor / contratante. Neste primeiro módulo os alunos serão orientados com exercícios práticos a falarem de seus trabalhos de forma clara e objetiva
    Segundo Módulo:
    Custo do trabalho. Como precificar?
    Esta etapa da preparação do material é importantíssima. As propostas financeiras revelam o nível de profissionalização do grupo e do seu produto. É importante que cada colaborador seja remunerado justamente. Para isso é necessário conhecer os parâmetros que norteiam os custos relativos aos trabalhos artísticos, assim como os encargos e impostos.
    Documentação para contratação – Como obtê-las?
    As instituições de cultura são fiscalizadas e auditadas por diversos órgãos e respondem juridicamente por todas as atividades que realizam. Por essa razão, exigem uma documentação rigorosa que fará parte do processo de contratação. Essa documentação precisa ser apresentada corretamente e no prazo estipulado. Os alunos serão orientados sobre como obtê-la e organizá-la em seu portfólio.
    Terceiro módulo:
    Reunião para apresentação do projeto. Como conduzi-la?
    A última etapa do trabalho será de apresentação e avaliação do material produzido nos módulos anteriores. Por meio de uma simulação, cada participante responsável pela venda do projeto terá um tempo definido para apresentar sua proposta de trabalho. Após as apresentações, serão sinalizados os pontos positivos e os que precisam melhorar.
    Andréa Müller é Artista Plástica, Produtora Cultural, Atriz e performer.
    Na década de 90, residindo em São Paulo, formou-se em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Frequentou a Escola Circo Picadeiro, cursou teatro no INDAC Escola de Atores – SP e participou do CPT – Centro de Pesquisa Teatral, coordenado pelo diretor Antunes Filho.
    Ainda neste período, ingressou na empresa SESC – Serviço Social do Comércio, onde trabalhou por 23 anos, atuando como Arte Educadora e como Programadora Cultural nas áreas de cinema, teatro, dança, literatura, música e outras linguagens.
    Em 2017 criou a performance Coragem, que trata do empoderamento feminino e da educação de gênero. Esse trabalho teve sua estreia em Nova Delhi, Índia, a convite da ONG Humans for Humanity, sendo.apresentado nas universidades Miranda House e Amity Institue of Social Sciences.
    Em 2018 criou a performance “Temporalidade”, inspirada em aspectos dos trabalhos dos filósofos Didi Huberman.e Friedrich Nietzsche, para apresentação no curso de Filosofia e Psicanálise, ministrado pelo Prof. Dr. João Bosco Millen, em Barra Mansa- RJ.
    PERSPECTIVAS PARA UMA CARREIRA NAS ARTES CÊNICAS
    O projeto tem como objetivo aproximar os alunos do curso de graduação em artes cênicas da realidade do mercado de trabalho. Há uma percepção de que a carreira em artes cênicas é difícil e o mercado, quase inexistente. Dessa forma, o projeto tem o intuito de abrir a discussão com a comunidade externa e interna sobre a necessidade de conhecer o que existe e criar o que for necessário para o crescimento desse mercado, propiciando para os formados uma possibilidade de carreira. Para tanto, vale lembrar que a carreira nas artes cênicas se configura como uma carreira de um profissional liberal, logo a criatividade não deve se limitar apenas ao campo da criação artística, deve estar presente também nas estratégias para viabilidade econômica.

  • Nota à Comunidade

    Publicado em 22/10/2018 às 13:09

    Nota à Comunidade

    A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) vem a público manifestar sua preocupação com o aumento da violência, da intolerância e do discurso do ódio em todo o país, problemas que foram recorrentes durante o primeiro turno das eleições gerais em curso e que estão se agravando com a aproximação do dia 28 de outubro de 2018.

    Não há espaço para o surgimento de soluções que se afastem da legalidade, do Estado democrático de Direito e do respeito intransigente aos direitos humanos e fundamentais. A Universidade pública, gratuita e de qualidade, respeitada a sua autonomia constitucional, é o espaço privilegiado para a expansão do pensamento crítico e a construção de projetos e alternativas de futuro que representem avanços civilizacionais num mundo em crise.

    A Universidade sempre será um espaço de liberdades e democracia e lutará para continuar sendo o locus da livre expressão do pensamento, da valorização do desenvolvimento nacional, da soberania, da dignidade da pessoa humana e do respeito às diversidades que marcam as culturas, as religiões, as opiniões políticas e ideológicas plurais, as orientações sexuais, os pertencimentos de raça, etnia e identificação de gênero, que marcam nosso povo, repudiando qualquer forma de discriminação.

    O tripé universitário educação/pesquisa/extensão é a chave para a construção desse ambiente democrático e plural no qual a Universidade cumpra o seu papel perante a sociedade, fomentando o avanço da cultura da paz e da solidariedade num país cujas raízes históricas demandam a integração de todas e todos num mesmo projeto de futuro.

    Convidamos todas e todos a um firme compromisso com os valores representados no papel histórico da Universidade; à luta pela democracia como forma mais aperfeiçoada de convívio humano pacífico; ao repúdio a toda forma de rebaixamento da condição humana ou das liberdades que compõem o patrimônio individual; à defesa abnegada da educação e da própria Universidade como palco privilegiado de uma sociedade mais justa, livre e solidária.

    A Administração Central da UFSC.
    Florianópolis, 17 de outubro de 2018.


  • PRODUÇÃO CULTURAL: ESTRATÉGIAS PARA (RE)PENSAR OS DESAFIOS DO CENÁRIO ATUAL

    Publicado em 16/10/2018 às 14:30
    O projeto de extensão: Perspectivas para uma carreira nas Artes Cênicas apresenta a oficina:
    PRODUÇÃO CULTURAL: ESTRATÉGIAS PARA (RE)PENSAR OS DESAFIOS DO CENÁRIO ATUAL
    ministrada por Olivia Dias (Produtora Cultural).
    Dias 22 e 23/10, das 14 h às 18 h, na sala 410 do bloco D do CCE.
    30 vagas (aberto ao público em geral).
    Inscrições gratuitas pelo e-mail: rafaelmarquesary@gmail.com ou pelo WhatsApp 48 99695-6275
    O encontro propõe uma abordagem de produção e gestão cultural que possa ser capaz de lidar com as dificuldades e desafios do cenário cultural atual, abordando diversos temas para quem trabalha na área da cultura, nos diversos segmentos. Tem como objetivo proporcionar um entendimento mais estratégico para desenvolver projetos e ações culturais, potencializando-os.
    Dentre os temas: o cenário atual da cultura no Brasil, mercado de trabalho, visão sistêmica da cadeia produtiva, da ideia ao projeto, viabilidade e sustentabilidade, os diferentes tipos de públicos, modelos de financiamento e mobilização criativa de recursos.
    PERSPECTIVAS PARA UMA CARREIRA NAS ARTES CÊNICAS
    O projeto tem como objetivo aproximar os alunos do curso de graduação em artes cênicas da realidade do mercado de trabalho. Há uma percepção de que a carreira em artes cênicas é difícil e o mercado, quase inexistente. Dessa forma, o projeto tem o intuito de abrir a discussão com a comunidade externa e interna sobre a necessidade de conhecer o que existe e criar o que for necessário para o crescimento desse mercado, propiciando para os formados uma possibilidade de carreira. Para tanto, vale lembrar que a carreira nas artes cênicas se configura como uma carreira de um profissional liberal, logo a criatividade não deve se limitar apenas ao campo da criação artística, deve estar presente também nas estratégias para viabilidade econômica.
    A cada mês, teremos uma nova atividade, fiquem atentos.

  • Projeto de extensão: Perspectivas para uma carreira nas Artes Cênicas apresenta sua segunda palestra, “Experiências na manutenção de uma companhia teatral”, com o convidado: Willian Sieverdt (Coordenador e diretor artístico da Trip Teatro), dia 24.09.2018, 16 horas.

    Publicado em 14/09/2018 às 14:07
    Para saber mais, acesse: http://www.tripteatro.com.br/
    Endereço: Bloco D do CCE, sala 410.
    Entrada franca.
    O projeto tem como objetivo aproximar os alunos do curso de graduação em artes cênicas da realidade do mercado de trabalho. Há uma percepção de que a carreira em artes cênicas é difícil e o mercado, quase inexistente. Dessa forma, o projeto tem o intuito de abrir a discussão com a comunidade externa e interna sobre a necessidade de conhecer o que existe e criar o que for necessário para o crescimento desse mercado, propiciando para os formados uma possibilidade de carreira. Para tanto, vale lembrar que a carreira nas artes cênicas se configura como uma carreira de um profissional liberal, logo a criatividade não deve se limitar apenas ao campo da criação artística, deve estar presente também nas estratégias para viabilidade econômica.
    A cada mês, teremos uma nova atividade, fiquem atentos.