Departamento de Artes (ART/CCE)
  • Torna público o cronograma das atividades do EDITAL Nº 81/2022/DDP (Cinema)

    Publicado em 13/06/2022 às 17:54

    1. Cronograma de entrega de documentos para a prova de títulos sorteio
    do ponto da prova didática;
    2. Cronograma de realização da prova didática

    PORT06ART22 – Cronograma concurso

     


  • Homologação das inscrições

    Publicado em 07/06/2022 às 15:43

    Relação das inscrições homologadas para o Processo Seletivo Simplificado para contratação de Professor por tempo determinado do campo de conhecimento: Cinema, referente ao EDITAL Nº 081/2022/DDP, de 26 de maio de 2022.

     

    PORT04ART22_-_Homologacao_incricao_prof_substituto_assinado1


  • Processo Seletivo Simplificado para contratação de Professor(a) Substituto(a) por tempo determinado

    Publicado em 27/05/2022 às 20:05

    No dia 30 de maio de 2022 abrem as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado para contratação de Professor(a) Substituto(a) por tempo determinado no Campo de Conhecimento de Cinema.

    Inscrições no Departamento de Artes pelo email art@contato.ufsc.br de 30/05/2022 até às 17h de 03/06/2022.

    • 2.1.2: Centro de Comunicação e Expressão – CCE
    • 2.1.2.1: Departamento de Artes – ART
    • Campo de conhecimento: Cinema
    • Processo: 23080.027418/2022-31
    • Nº de vagas: 01 (uma) vaga
    • Regime de Trabalho: 40 (quarenta) horas semanais
    • Requisitos: Graduação em Cinema ou Jornalismo ou Comunicação social ou Letras ou Artes visuais e Mestrado ou Doutorado em Graduação em Cinema ou Jornalismo ou Comunicação social ou Letras ou Artes visuais.

    Edital 81.2022.DDP de 26 de maio de 2022


  • Edital 001/2022 – Bolsas de Monitoria

    Publicado em 19/04/2022 às 18:04

    Semestre 2022/1
    Art.01
    Pelo presente edital o Departamento de Artes do Centro de Comunicação e Expressão da
    Universidade Federal de Santa Catarina visa selecionar estudantes para bolsas de monitoria
    remunerada para o primeiro semestre de 2022, de acordo com a RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº
    53/CUn/2015, DE 23 DE JUNHO DE 2015.
    Art.02
    São condições para participar do processo seletivo:
    I- Estar matriculado regularmente em curso de graduação da UFSC;
    II- Ter cursado e obtido aprovação na disciplina com monitoria (ou equivalente) com nota mínima
    7,0 (sete);
    III- Comprovar, no Departamento de ensino ou unidade equivalente nos campi, a compatibilidade
    entre os horários de suas atividades acadêmicas e os propostos para o desenvolvimento das
    atividades de monitoria;
    IV- Ter obtido, do professor supervisor, avaliação satisfatória (nota igual ou superior a 7,0) no
    exercício das atividades de monitoria no decorrer dos dois últimos semestres (Somente no caso de
    já ter sido monitor de alguma disciplina);
    V- Não ter recebido bolsa monitoria por um período igual ou superior a 4 (quatro) semestres;
    VI- Não receber outras bolsas de ensino, estágio, pesquisa ou extensão, exceto os benefícios
    pecuniários destinados a promover a permanência dos estudantes nos cursos em que estiverem
    matriculados (Bolsa Estudantil/UFSC, Bolsa Permanência/MEC, ou outras de abrangência da Pró-
    Reitoria de Assuntos Estudantis – PRAE).

     

    Maiores informações de como participar do processo seletivo podem ser obtidas no documento abaixo.

    Edital monitoria ART 2022.1


  • Encontro de Fotografia em Movimento

    Publicado em 29/06/2021 às 20:08
    Grupo de Pesquisa Cinematografia Expressão e Pensamento
    convida para o seu primeiro Encontro de Fotografia em Movimento
    de 30/06 a 02/07

  • Edital 002/2021 – Bolsas de Monitoria

    Publicado em 16/06/2021 às 20:41

    Edital 002/2021 – Bolsas de Monitoria

    Semestre 2021/1

    Art.01

    Pelo presente edital o Departamento de Artes do Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina visa selecionar estudantes para bolsas de monitoria remunerada para o primeiro semestre de 2020, de acordo com a RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 53/CUn/2015, DE 23 DE JUNHO DE 2015.

    Art.02

    São condições para participar do processo seletivo:

    I- Estar matriculado regularmente em curso de graduação da UFSC;

    II- Ter cursado e obtido aprovação na disciplina com monitoria (ou equivalente) com nota mínima 7,0 (sete);

    III- Comprovar, no Departamento de ensino ou unidade equivalente nos campi, a compatibilidade entre os horários de suas atividades acadêmicas e os propostos para o desenvolvimento das atividades de monitoria;

    IV- Ter obtido, do professor supervisor, avaliação satisfatória (nota igual ou superior a 7,0) no exercício das atividades de monitoria no decorrer dos dois últimos semestres (Somente no caso de já ter sido monitor de alguma disciplina);

    V- Não ter recebido bolsa monitoria por um período igual ou superior a 4 (quatro) semestres;

    VI- Não receber outras bolsas de ensino, estágio, pesquisa ou extensão, exceto os benefícios pecuniários destinados a promover a permanência dos estudantes nos cursos em que estiverem matriculados (Bolsa Estudantil/UFSC, Bolsa Permanência/MEC, ou outras de abrangência da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis – PRAE).

    Art.03

    Das disciplinas e das vagas disponíveis para monitoria

    Disciplina

    Quantidade de bolsas

    Professor

    ART5031 – Tópicos Especiais de Cinema V

    1

    Alfredo Manevy

    ART5411 – Cinema Documentário

    1

    Henrique Finco

    ART6111 – Teoria das Artes Cênicas I

    1

    Elisana de Carli

    ART6115 – História da Arte, Estética e e Linguagem Visual

    1

    Luiz Fernando Pereira

    ART6312 – Teatro de Animação I

    1

    Maria de Fátima de Souza Moretti

    ART6712 – Atuação III

    1

    Priscila Genara Padilha

    ART6715 – Produção e Divulgação Teatral

    1

    Marília Carbonari

    ART6912 – Teatro Brasileiro

    1

    Sergio Nunes

    HST5341 – História do Cinema I

    1

    Alfredo Manevy

    ART5513 – Pós-Cinemas

     1  Rodrigo Garcez

    Art.04

    Do processo de seleção.

    Os interessados devem enviar e-mail para o professor da disciplina até as 17 horas do dia 21 de junho de 2021, segunda-feira:

    Disciplina

    O que enviar

    Contato para inscrição / participação na seleção

    ART5031 – Tópicos Especiais de Cinema V

    Solicitação de inscrição + Histórico Escolar

    alfredo.manevy@gmail.com

    ART5411 – Cinema Documentário

    Solicitação de inscrição + Histórico Escolar

    henfin@hotmail.com

    ART6111 – Teoria das Artes Cênicas I

    Solicitação de inscrição + Histórico Escolar

    elisana.carli@ufsc.br

    ART6115 – História da Arte, Estética e e Linguagem Visual

    Solicitação de inscrição + Histórico Escolar

    lfdiarte@gmail.com

    ART6312 – Teatro de Animação I

    Solicitação de inscrição + Histórico Escolar

    sassamoretti@gmail.com

    ART6712 – Atuação III

    Solicitação de inscrição + Histórico Escolar

    priscila.genara@ufsc.br

    ART6715 – Produção e Divulgação Teatral

    Solicitação de inscrição + Histórico Escolar

    marilia.carbonari@ufsc.br

    ART6912 – Teatro Brasileiro

    Solicitação de inscrição + Histórico Escolar

    sergio.nmelo@gmail.com

    HST5341 – História do Cinema I

    Solicitação de inscrição + Histórico Escolar

    alfredo.manevy@gmail.com

     ART5513 – Pós-Cinemas  Solicitação de inscrição + Histórico Escolar  kinokaos@gmail.com

    §1 Os professores das disciplinas tem autonomia para realizar a seleção dos monitores, respeitando os itens do art. 2.

    §2 Os professores podem solicitar documentos que julguem necessário para a seleção do monitor.

    §3 Os professores devem informar todos os candidatos quais serão os critérios de avaliação e seleção.

    §4 Para iniciar a seleção os professores devem aguardar o fim do período de inscrição.

    Art.05

    O período para seleção vai de 22 de junho a 28 de junho de 2021.

    §1 Assim que encerada a seleção por parte dos professores, estes devem notificar todos os concorrentes de sua decisão;

    §2 Os professores devem informar ao departamento o resultado a seleção, encaminhando o selecionado ao departamento para realizar o cadastro na monitoria.

    §3 Os alunos selecionados devem informar o Departamento de Artes seu nome completo, nº de matrícula e dados bancários, banco, número da agência e da conta.

    Art.06

    Casos omissos serão resolvidos pela Chefia do Departamento.

    Art.07

    A não observação das datas ou descumprimento das normas desse Edital acarretarão na

    eliminação do candidato.

    Florianópolis, 16 de junho de 2021.

    EDITAL 002 – 2021 – MONITORIA


  • Estreia de Curta-metragem: “Guardiãs da Ilha da Magia”

    Publicado em 26/05/2021 às 15:27

    “Guardiãs da Ilha da Magia” é um curta-metragem que convida os espectadores a navegarem por lugares físicos e mitológicos de Florianópolis, povoados por lendas de bruxas que habitam a ilha da magia. Para além da forma como a bruxa é geralmente retratada no imaginário popular, com nariz grande e corcunda, temida por seus feitiços e perseguida por seu conhecimento, o filme propõe a ressignificação desse imaginário, lançando um olhar poético sobre as curandeiras. Aquelas que conhecem as medicinas da terra, guardiãs de saberes ancestrais, que benzem com as palavras, escutam as plantas, realizam alquimias com as ervas e ativam o potencial de cura dentro de cada ser. Curandeiras, bruxas, feiticeiras, sacerdotisas, xamãs – mulheres, cujo templo é a natureza e cujo altar é o amor no coração. Caminham descalças sobre a terra, se conectam com a intuição, ouvindo a voz da Mãe Terra e girando na roda da vida em sintonia com os ciclos da natureza.

    Sinopse:

    Uma misteriosa mulher levará você a navegar pelas quatro direções da ilha, adentrando nos quatro portais de magia localizados nas direções cardeais. No Norte da ilha adentraremos na “Caverna das feiticeiras” localizada na “Praia dos Ingleses”. Lá encontraremos uma anciã, que benze através de encantamentos sonoros e trança nos cabelos os ecos das sabedorias ancestrais, reverberando de geração em geração as vozes das guardiãs curandeiras. À Oeste da ilha navegaremos até perto do continente, rumo ao “Salão de festas das bruxas”, um conjunto de pedras dentro do mar na Praia de Itaguaçu. Essas pedras estão envoltas em lendas sobre bruxas que foram petrificadas por um feitiço, como conta o conto de Peninha, que escreveu baseado nas histórias de Franklin Cascaes. Lá, encontraremos a vovô benzedeira, que realiza magias com alecrim para libertar as mulheres petrificadas. No Leste da ilha, iremos até o Morro da Oração, localizado entre a Barra da Lagoa e a Praia do Galheta, um sítio arqueológico guardião dos mistérios sobre as relações entre a terra, o sol, a lua e as estrelas. Lá as pedras foram posicionadas por ancestrais de modo que, nos equinócios de primavera e de outono e nos solstícios do inverno e do verão, um facho de luz solar atravessa por entre as pedras, formando alinhamentos do sol que marcam os ciclos da natureza. No Sul da ilha, navegaremos com as crianças nas águas maternais, fluindo pela Lagoa do Peri e pelo mar da Praia da Armação, onde encontraremos a baleia franca e o seu filhote, guardiãs das águas do mar. Nesse navegar pelas quatro direções sagradas da Ilha da Magia, dançamos, cantamos e honramos as curandeiras ancestrais e as contemporâneas, guardiãs dos saberes das medicinas da terra.

    A direção, o roteiro e a produção é de Janaina Trasel Martins, professora do Departamento de Artes da UFSC, contando a equipe com os estudantes do Curso de Graduação em Cinema, Kristel Hemmer responsável pela direção de fotografia e montagem (bolsa PIBIC), e Italo Zaccaron responsável pelo desenho do som, mixagem e masterização (bolsa Cultura/Secarte).

    Realização:

    • Cantos de Gaia (Núcleo de Pesquisa e de Extensão vinculado ao Departamento de Artes da UFSC)
    • SecArte (Secretaria de Cultura e Arte da UFSC. Edital pró-cênicas).

    Apoio:

    • Bolsa Cultura/SecArte.
    • Bolsa PIBIC/CNPQ/Propesq/UFSC
    • Departamento de Artes – Curso de Graduação em Artes Cênicas e Curso de Graduação em Cinema.

     Estreia do filme “Guardiãs da Ilha da Magia”

    • Quando: Lua cheia de 28 de maio de 2021
    • Duração: 22:22
    • Horários:

    – 20h15 – na TV UFSC – canal 15 da NET e no canal aberto 63.1 da Grande Florianópolis
    – 21h – no canal do Youtube do Cantos de Gaia – https://www.youtube.com/channel/UCkif3inGrpxrzLQBsxbUnKw
    – 22h – no canal do Youtube da SecArte – https://www.youtube.com/channel/UCvDMbvZfT5sYC3jupTn7WGQ


  • Lançamento do Livro “Ainda estavam lá”

    Publicado em 19/05/2021 às 19:20

    “Ainda estavam lá” reúne 99 microcontos de autores catarinenses
    Obra produzida com recursos do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura será lançada no dia 25
    Florianópolis – Com quantos dinossauros se faz um microconto? O questionamento abre o prefácio assinado pela escritora Adrienne Myrtes para o livro “Ainda estavam lá”, de autoria de Marcio Markendorf, André Ricardo Aguiar e Adriano Salvi. A obra será lançada na terça-fei ra, 25 d e maio, às 16 horas, por meio perfil @microliteratura, no Instagram. Durante o lançamento haverá conversa com os autores, sorteio ao vivo de exemplares da obra e venda de uma pequena quantidade de livros a 10% do preço de capa (a R$ 2,50 + custo de envio).
    A pergunta de Adrienne não é gratuita. Trata-se de uma alusão ao famoso microconto do guatemalteco Augusto Monterosso: “Quando acordou, o dinossauro ainda estava lá”. Como homenagem intertextual, não apenas o projeto gráfico do livro, mas os autores brincam o tempo todo com a figura do dinossaur o em mic rocontos ou nas minibiografias. Não é sem razão, portanto, que os jovens autores se definam como: “micronarradores por opção, jurássicos pelo amor à literatura”.
    Premiada no Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e realizada com recursos do Governo do Estado de Santa Catarina, a obra traz 33 microcontos de cada autor. Noventa e nove no total. < /span>
    Para além das referências ao dinossauro, o projeto ficcional apresenta aspectos colaborativos em suas páginas ao convidar o leitor a escrever o centésimo microconto e uma microcrítica no próprio livro. Aliás, a quarta capa do livro sugere a continuidade desse jogo lúdico e criativo com o letrei ro &ldqu o;Alimente o dinossauro”.
    “Ainda estavam lá” vale-se da linguagem cotidiana das redes sociais para despertar no leitor outros prazeres estéticos instantâneos, estimular questionamentos sobre arte e cotidiano e promover a leitura em outros formatos. Marcio Markendorf, coordenador do projeto, aludindo à velocidade de recepçã ;o dessa literatura portátil, faz um novo jogo jurássico para descrever sua obra: “Os microcontos desse livro são de fóssil leitura”.
    Este é o segundo projeto de microcontos assinado por Marcio Markendorf e Adriano Salvi. Antes dele a dupla publicou pela Caiaponte Edições o “Microcontando” em 2019. O título foi financiado com recursos da LIC – Lei de Incentivo à Cultura de Balneário Camboriú. O fato de projetos de microli teratura terem sido premiados em editais de cultura sinaliza que o gênero, cada vez mais praticado e desenvolvido no estado, começa a ganhar visibilidade.
    Não é comum na literatura coletâneas com apenas três escritrores, o que torna especialmente rara a reunião de uma trinca de microcontistas, característica que confere ainda mais singularidade e originalidade ao projeto. Como flashes da realidade, os microcontos de “Ainda estavam lá” captura m o coti diano em flagrante, escolhendo lentes de ironia, simpatia, espanto, afeto. No microconto “Fotografia”, por exemplo, Adriano Salvi escreve: “O tempo parou para eu passar”. A leitura desses pequenos textos, mesmo breve, deixa um impacto. E desperta apetite por mais.
    O quê?: Lançamento do livro de microcontos “Ainda estavam lá”, de Marcio Markendorf, André Ricardo Aguiar e Adriano Salvi
    Quando? 25 de maio, às 16 horas
    Onde? Online, no perfil @microliteratura do Instagram
    Quanto? Gratuito

    SOBRE OS AUTORES
    Marcio Markendorf – Atua como professor do Curso de Cinema e do Programa de Pós-graduação em Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina, com ênfase no ensino de Literatura e Escrita Criativa. É autor da novela Soy loca, Lorca, feito um chien no chão (Urutau, 2019) . Em par ceria com Adriano Salvi, publicou o livro de mininarrativas Microcontando (Caiaponte Edições, 2019) por meio da lei de incentivo à cultura da Fundação Cultural de Balneário Camboriú. Publicou contos em coletâneas e periódicos, participou em exposições de arte e mantém o perfil @microliteratura no Instagram dedicado às formas brevíssimas.
    Adriano Salvi – Atua como professor efetivo na rede estadual de Santa Catarina na área de linguagens e mediação de leitura. Publicou os livros Pá Pum Microcontos (Viseu, 2019), O Parangolé da Palavra (Mercúrio, 2019) e pela Lei de Incentivo a Cultura de Ba lne&aacu te;rio Camboriú em parceria com o escritor Marcio Markendorf o livro Microcontando (Caiaponte Edições, 2019). Mantém um projeto de microcontos ilustrados no Instagram: @microcontando.
    André Ricardo Aguiar – Atua como jornalista, revisor e divulgador cultural. É autor de diversos livros, entre eles os infantis O rato que roeu o rei (Rocco), Pequenas reinações (Escrituras) e Chá de sumiço e outros poemas assombrados (Aut& ecirc;nt ica, selecionado para o PNBE, Pinaic e Feira internacional de Bolonha, Itália). Publicou pela editora Patuá A idade das chuvas (poemas) e Fábulas portáteis. Pela Confraria do vento, Da existência enquanto gato (poemas).

     


  • As matrizes africanas e os saberes ancestrais na construção das identidades brasileiras

    Publicado em 27/04/2021 às 16:50

    Ação de extensão/aula aberta: “As matrizes africanas e os saberes ancestrais na construção das identidades brasileiras”, com o prof. Maurício Barros de Castro, professor do Instituto de Artes da UERJ.

    Trata-se de  uma aula da Disciplina “Saberes do Corpo”, que  foi transformada em uma Aula Aberta à toda a comunidade acadêmica da UFSC e externa.

    Maiores informações  estão no Folder em anexo. As inscrições vão até o dia 02/05.

    folder


  • INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO ART ALÇANDO VOOS… PARABÉNS!

    Publicado em 20/11/2020 às 20:12

    O aluno de cinema, Brendon Mota Alves, recebeu a melhor avaliação no Departamento de Artes pelo seu trabalho de Iniciação Científica (PIBIC), intitulado Autoria e autonomia narrativa em créditos de abertura, sendo, portanto, selecionado para participar das apresentações orais do Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica (30º SIC). As apresentações acontecerão de forma remota, em sala virtual na plataforma Conferência Web na quinta-feira, dia 26/11/2020, de acordo com programação divulgada nos sites do SIC e do PIBIC (tabela completa aqui).

    A pesquisa de Brendon, sob orientação da professora Patricia de Oliveira Iuva, teve como objetivo a problematização da esfera paratextual da sequência de créditos cinematográficos com intuito de estudar suas regras, composições, funcionamento e descontinuidades. Os questionamentos balizadores foram: como tais paratextos operam noções de autoria no campo do audiovisual; e que experiências estéticas paratextuais referentes às sequências de créditos irrompem contra as regularidades impostas pelo discurso cinematográfico da transparência. A abordagem teórico-metodológica amparou-se na arqueologia de Michel Foucault, o que orientou a escolha do corpus para as sequências de créditos de 3 filmes: Irreversível (2002), Enter the Void (2009) e Clímax (2018). Tratam-se de experiências estéticas que tensionam as regularidades discursivas instituídas pelo campo disciplinar dos créditos de abertura através de gestos transgressores de criação com a assinatura autoral do diretor dos filmes: Gaspar Noé. O resultado da pesquisa gerou um vídeo-ensaio, que pode ser conferido abaixo junto aos trabalhos dos outros bolsistas PIBIC do ART.

    Através da participação nas apresentações, Brendon estará concorrendo aos prêmios previstos: o trabalho melhor avaliado na apresentação oral será premiado com inscrição e passagens de ida e volta para participação na 73ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na qual ocorre a Jornada Nacional de Iniciação Científica (JNIC), bem como com uma bolsa no valor de R$ 800,00 (oitocentos reais) destinada a auxiliar nos custos de hospedagem e alimentação durante o evento.

     

    Autoria e autonomia narrativa em créditos de abertura, realizado por Brendon Mota Alves

     

    OUTROS TRABALHOS  PIBIC 2020 DO ART

    A poética do contágio em ‘O tribunal da quinta-feira’, de Michel Laub, realizado por Marthina de Alexandri Baldwin

     

    Memória do/no pós-cinemas: agenciamentos audiovisuais extra-fílmicos: crítica cinematográfica audiovisual – os vídeo-ensaios de Kogonada e Every Frame a Painting, realizado por Bernardo Schmitt

     

    A Persistência do Drama Enquanto Gênero de Engajamento Crítico sob a Égide Dominante da Pós-Modernidade, realizado por Kauana Machado

     

    Hibridismos foto-cinematográficos, realizado por João Rodrigues Peralta